domingo

a água fria muito tempo no corpo

um dia deixarás de ter um coração completo.
as tuas mãos serão perfeitas
na largura dos lagos.
as luzes tornar-se-ão ácidas
diante das casas e da tristeza das mulheres.
será o cheiro da acetona que dilui
a entrar primeiro, depois alguém
a cercar de terra o endereço da idade.
lembrarás a renda na caixa de ferro
o fundo vazio do alguidar
a água fria muito tempo no corpo
o plástico na sentença do fogo.

um dia deixarás de ter um coração completo
e serão os filhos dos outros
a recolher os teus olhos
no escuro da cave.

23 comentários:

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

eu queria o meu coração sempre completo....*

:)***

isabel disse...

lento, verdadeiro e profundo. que maravilha! e, por sinal, muito bem visitado, este post encantador...
* * * * =) * * * *

Isabel disse...

... será que o coração esteve sempre completo, ou será esse espaço por preencher que nos faz sentir a busca incessante das palavras que talvez preencham esse espaço incompleto...

... sempre belos...

,-)

Cristina Nobre Soares disse...

Teremos nós algum dia um coração complecto para que o possa deixar de ser?
As tuas palavras tem o sabor lento daquilo que não se esquece...

Isabel Silva disse...

pois... e as tuas palavras são tão belas, que respondendo directamente á tua participação na MacapiZine, vou inserir este teu poema... manda-me o teu mail para q te possa depois enviar o resultado final...

(marionetanima@gmail.com - é o meu)

estou desejosa de ler mais poemas...

beijos...

Fuser disse...

sinta minha música como sinto tuas palavras.

intensamente.

beijos

fuser

blue disse...

obrigada, aida, pelo recado. tenho passado por cá e que bom é regressar hoje e encontrar uma casa cheia de sol num dia que, por aqui, é aguaceiros.

muito belo o teu poema, valeu a espera. e a música não distrai das palavras.

gabriela r martins disse...

tinha saudades deste reencontro ,princesa ,e reservo.me a apreciação do belo

.

um beijo aïda!!!!!!

gabriela r martins disse...

princesa Aïda!!!!
vai ó Imprimatvr ( please!!!!! ) qu'é dexê lá uma surpresa pr'a ti ... nã te dê a meleza e vai lá!!!!!! depressinha ( eheheheeh )

bejes e até amanhã!!!!!

alice disse...

um coração nu, aida. belíssimo. um grande beijinho.

vida de vidro disse...

Beleza pura. Obrigada pela visita que me permitiu conhecer a qualidade da tua escrita. **

aida monteiro disse...

Inês,

um beijinho nessa vontade:)

obrigada e abraço.

aida monteiro disse...

o coração gostou de ver uma lua partida ao meio, isabel.
lá no alto,
recebeu-o com carinho?

abraço:)

aida monteiro disse...

isabel silva,

um coração completo é como uma casa bem arrumadinha.às vezes, é preciso desarrumar:
ver o que falta ou o que já não serve.
um coração precisa sempre
de respirar:)

aida monteiro disse...

Cristina,

à tua pergunta: o meu sorriso.

Um abracinho lento;
a relembrar as coisas
que não se esquecem.

Um beijinho.

aida monteiro disse...

contente com as tuas visitas, isabel.

obrigada pelas tuas palavras
e pelas minhas no macapizine:)
estou curiosa...

beijinhos grandes.

aida monteiro disse...

um abraço, fuser.

a música é amiga,
a grande companheira das palavras.

:)

aida monteiro disse...

é bom receber-te, blue.

esta casinha cheia de sol, como dizes, é também tua:)
Há dias em que caem pedacinhos de chuva nos telhados e entra o frio pelas janelas. o que alegra são as cigarras: a cantar a quem chega.

um abraço.

aida monteiro disse...

gabriela,
que bom ter-te por cá:)

obrigada pela surpresa. vou ter de pensar...dás-me um tempinho, princesa?

beijinhos grandes.

aida monteiro disse...

um beijinho, alice.

o meu coração: a receber-te.

aida monteiro disse...

vida de vidro,

um abraço pela visita.
volta sempre:)

menina limão disse...

muito bom este, gostei tanto.

aida monteiro disse...

menina limão,

obrigada pelas palavrinhas.
um beijinho:)