terça-feira




















sei que é tua a voz que ouço. que são meus
os pés frios mergulhados no fogo. penso
o amor e uma cadeira, a textura fina do pó
um bago de arroz. o que não sei explicar quando o açúcar se dissolve e se lembra alguém.
ouço-te os passos
a água que corre antes de apagares a última luz
a água que bebes antes de adormecer
o pousar do copo
e a mesa ao teu lado.

Fotografia de Berenika.

24 comentários:

Anónimo disse...

gostei muito do que li e do que vi...

bruno .b.c disse...

Volto e revolto.
Uma mulher escreve.

Um abraço, maior do que aquele
que o dá.

sophiarui disse...

:)

obrigada pelo abracinho aida... gostei de te ver por lá e retribuo por cá... no teu canto onde as cigarras cantam...

outro abracinho também para ti

@Memorex disse...

Aqui estou eu, mergulhada de novo nestas belas palavras que te interpelam no dialogo das intimidades escondidas.
Adoro tanto de ler-te e escutar-te, pois é no silêncio que nasce a inspiração.

Um segredo, no dia 18 de Fevereiro aparecerá um texto no azul.

Um beijo de carinho!
Memorex ;)

De novo, no silêncio de um sorriso.

"D" Ferreira disse...

de mais! exelente!bjcas

Luiz Carlos Reis disse...

Aida,


A excelência e sobriedade escritas com erudição e constância!

Brandas palavras num breve sussurro!

Beijos !

o alquimista disse...

Entrei e embriaguei-me no fascínio das tuas palavras...

Beijinho

gabriela r martins disse...

serena

leio

serena

parto

serena

deixo

um

beijo

Harmonia disse...

Belíssimas palavras...

Os teus desejos foram atendidos. Já fiz uma nova postagem. Beijo

Brida disse...

ainda não tinha passado por este teu cantinho...
adorei
beijokas p ti
vou cá voltar com certeza
:)

gabriela r martins disse...

e esta doçura ,princesa ,sempre!

um beijo.

vi dois rinocerontes disse...

A ternura no clima vermelho do calor
O sussurar das arvores num crepitar de cinzas passadas
Soa uma valsa de um tempo que tarda em voltar
Só por ti falo das coisas que me fazem feliz
e
que temo ter perdido ou nunca ter recebido por quem não me amou.

aidamonteiro disse...

Anónimo,

:)

abraço.

aidamonteiro disse...

Bruno,

às vezes
lembro o rosto da mulher que escreve. outras não.

Um beijinho
a
iluminar-te as noites.

aidamonteiro disse...

sophia,

:)

aidamonteiro disse...

memorex,

e eu gosto de saber-te por cá!

Um beijinho muito grande de carinho.
Vou estar atenta
ao azul:)

aidamonteiro disse...

Ferreira,

Bem vindo!

Um abraço.

aidamonteiro disse...

Luiz,

um abraço forte pelas palavras:)
é sempre bom recebê-lo no meu cantinho.

aidamonteiro disse...

alquimista,

Volta sempre!
Um abraço.

aidamonteiro disse...

gabriela,

as minhas cigarras cantam mais alto quando a recebem por cá:)

Beijinho grande meu,
beijinhos muitos delas.

aidamonteiro disse...

Harmonia,

Um beijinho grande:)

aidamonteiro disse...

Brida,

és bem vinda!Volta sempre:)

Um abraço forte.

aidamonteiro disse...

gabriela,

brindemos,princesa,sempre!

Hoje deixo a doçura
do meu abraço:)

aidamonteiro disse...

vi dois rinocerontes,

a ternura,
sempre a ternura:)e respirar os dias, um de cada vez.lentos e suaves.

beijinho grande.