quarta-feira

é mesmo verdade? ela disse-me que sim,
que tinha visto um coração branco
a crescer num vaso azul e que no fundo
do vaso havia buraquinhos redondos
que o deixavam respirar sem nós sabermos.
ela repetiu que não estava a mentir
que era verdade, o ar entrava mesmo.
depois disto, não me quis contar mais nada
foi buscar a caixinha dos lápis
e sem que eu a ouvisse respirar começou
por medir o espaço entre as flores e parecia-me
que delas recolhia a luz ao fim da tarde
quando de vez em quando era a sua mão que subia
a afastar a franjinha do cabelo.
já está! tu não acreditas, pois não? mas é verdade
as flores é que não estavam lá
fui eu que as desenhei
para o coração não ficar triste.

30 comentários:

Kraak/Peixinho disse...

Felizmente os meninos e as meninas ainda podem dormir pacificamente.

Este texto poderia servir para encontrar uma cura para o mundo. Mas será que este sabe ler?

:)

Bjzz floridos

gabriela r martins disse...

não afastes a franja do teu cabelo , princesa aïda ,e deixa a criança colorir um outro abril

( todavia ,obrigada por este )

um beijo!

bruno .b.c disse...

belíssimo, aida
este abril. cheio
de buraquinhos re-
dondos
.

sophiarui disse...

é verdade aida? mesmo? mesmo?

mostra-me esse ar de entrar...

um sorriso florido para ti querida aida da franjinha!

inBluesY disse...

acreditar, sonhar e acordar tb :)

Fuser disse...

aida

vem ..vem dançar comigo....

o que levamos da vida?

a alegria , o prazer da amizade...a paz do gostar....

vem amiga querida

beijos

isabel mendes ferreira disse...

terno. terno. terno.




um doce.


o prazer.


infinito.




(e um beijo).

alice disse...

ai a menina também desenha? então tem de fazer uma exposição. pôe os desenhos e os poemas. e nós levamos mãos muito abertas e olhos muito grandes. sim, é mesmo verdade

beijinho grande

borrowing me disse...

passei por cá e gostei muito
vou voltar.
adorei a musica

boa semana

Letras de Babel disse...

...e, entre as flores, estavas tu.

Vanessa disse...

Adorei a música e as palavras. :)

Obrigada pela visita.

o alquimista disse...

A tarde caiu, o sol partiu
No do vago que resta do dia
A tua presença é luz que me aquece
Coração a navegar, inconstância
Nas águas puras desta lagoa
Uma hortensia murmura um rumor
Um milhafre o amor apregoa...

Bom resto de semana...


Doce beijo

Fuser disse...

adoro essa música.

beijos

fuser

aida monteiro disse...

peixinho,

seria muito bom se fosse possível.
pensemos que sim:)

Um abraço grande.

aida monteiro disse...

gabriela,

:)

um abracinho.

aida monteiro disse...

Bruno,

obrigada pelas palavrinhas:)

um abraço redondinho
para ti.

aida monteiro disse...

sophia,

é verdade sim!
podes levantá-lo com cuidado e espreitar:)

um beijinho
e podes levar uma florzinha
para ti.

aida monteiro disse...

inbluesy,

acreditar :)

um abraço.

aida monteiro disse...

fuser,

aqui podemos sempre dançar!
vê como as flores dançam em roda do vaso azul:)

um abraço.

aida monteiro disse...

Isabel,

um beijinho de ternura
escondindo atrás do vaso azul
para ti.

:)

aida monteiro disse...

alice,

o beijinho de sempre.
e é verdade o beijinho
de sempre.

:)

aida monteiro disse...

borrowing me,

obrigada!
Volta sempre.

um abraço.

aida monteiro disse...

letras de babel,

e entre as flores
estávamos nós a contar as pétalas:)

aida monteiro disse...

vanessa,

obrigada.
És bem vinda!

um abraço.

aida monteiro disse...

alquimista,

:)

um abraço
pelas palavrinhas.

aida monteiro disse...

fuser,

:)

obrigada pelo regresso.
um abraço.

Letras de Babel disse...

aida, precisava de ter o teu mail, pode ser? se sim, manda-mo pelo endereço que tenho no meu perfil.

(depois apaga isto, ok?)

aida monteiro disse...

pedido aceite
e endereço enviado:)

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

que doce...*

aida monteiro disse...

obrigada, inês.

um abracinho doce
para ti.