terça-feira

























chegamos a casa e trocamos pétalas por ossos.
as mãos ficam transparentes. ainda
trazemos a água dos peixes
na ponta dos dedos, destroços
de uma árvore na boca. é possível ver alguns
cadáveres do outro lado. o mesmo movimento
de sempre, digo: abre a porta, devagar.
sabemos pouco do animal morto
da sua cabeça e pescoço húmido a desaparecer
na terra. do intervalo da nuvem a queimar
a matéria dos objectos.

Fotografia de Velislava.

47 comentários:

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

"chegamos a casa e trocamos pétalas por ossos.
as mãos ficam transparentes. ainda
trazemos a água dos peixes
na ponta dos dedos, destroços
de uma árvore na boca."

gostei tanto deste bocado...***

e a imagem...:)*

CNS disse...

Os teus poemas escorrem pelos dedos de quem os sorve... Belissimo.

menina tóxica disse...

era mesmo destas palavras que precisava :)

às vezes apetece sair para a rua de ossos. deixar as pétalas em casa.

emília couto disse...

Aida

O Tabaris lhe espera.


beijos

emília

bruno .b.c disse...

não há muito que se diga
quando se chega, aida. aqui
chega-se. e nisso de queimar
a matéria (porque ela ferossíssima
esconde-nos segredos) para ver,
os teus textos vão fazendo-se
e (quem sabe) chegando. a um
abraço, não digas nada.

a. disse...

caraças, escreves mesmo bem.

gabriela r martins disse...

é tão gostoso gostar de estar aqui devagar e ... simplesmente ... gostar

.
.

um beijo e bom fds ,princesa Aïda!

blue disse...

belo e intenso.

ana disse...

é tão bonito que não me apetece fechar, para já, a porta. vou ficando por aqui.

hfm disse...

Belíssimo!

Bru disse...

intenso!

a música também.



bru

a. disse...

(pronto aida, só para te fazer a vontade...)

Mateso disse...

Intenso ,marcante e cru.
As palavras, fluem no ritmo da escrita ,que vem de dentro. Parabéns.

Bj.

Luiz Carlos Reis disse...

Aida,

Tuas prosas e palavras sempre polidas e sensatas. Bonito!

Grande beijo!

Luiz Carlos Reis disse...

Foi linkada ao meus favoritos!

Beijinhos!

un dress disse...

abre a porta devagar.

não acordes a memória...






tão belO...! :)

gabriela r martins disse...

e regresso e leio

sem cansaço

e parto

( deixo um beijo )

Letras de Babel disse...

medito...

se será uma boa troca, a de pétalas por ossos.


...................................


o resto, o espontâneo assim que te leio, é sentir a razão da letra junto a outra letra.



beijos

Natália Nunes disse...

Olá, Aida.

Encontrei o seu blog através da Kerubina.

Que bela surpresa!
Muito bonito o seu espaço. As cores, principalmente das imagens, me evocaram uma melancolia doce...
E suas palavras têm um gosto forte, q marca o paladar. E dá vontade de experimentar de novo.

Vanessa disse...

Encontrei hoje este blog. Fiquei fã e guardei-lhe o rasto... :)

Fotos lindíssimas e palavras ainda melhores.

Beijinhos*

Cometa 2000 disse...

muito bonito.

"digo: abre a porta devagar."

gabriela r martins disse...

princesa ,Aïda!
sumiste?
fazem.me falta as tuas postagens .fazem.me falta as tuas palavras .faz.me falta a falta de não ter mais e mais

.
.

por isso deixo

.

apenas

um beijo.

aida monteiro disse...

Inês,

obrigada pelas tuas sempre tão atentas palavras:)guardo-as com ternura.

aida monteiro disse...

um beijinho, cns.

:)

aida monteiro disse...

é verdade, menina tóxica.

às vezes apetece.
escondidas as pétalas. deixo-te
uma flor.

:)

aida monteiro disse...

emília,

vou a caminho...

:) abraço.

aida monteiro disse...

bruno,

às vezes, quando te ouço
(no fundo) há muitas coisas
que queria dizer. mas ao ver-te chegar, quase
nunca digo nada:) abraço-te agora
e é tudo.

aida monteiro disse...

um beijinho grande, a.

gostei mesmo muito do teu comentário.
as cigarras andaram aos pulinhos, numa euforia tonta pela casa ao ouvirem a tal palavrinha «caraças», pareciam crianças a repetirem-na de sorriso maroto
e com mais umas quantas
escondidas na algibeira:)

caraças, foi uma alegria por aqui!

aida monteiro disse...

gabriela,

fica sempre mais quentinho
quando vens.

beijinho, princesa.

aida monteiro disse...

beijinho, blue.

disse-me o texto: é belo
o olhar da blue por aqui.

aida monteiro disse...

fica o tempo que quiseres, ana.

se ficares até tarde, bebemos
um cházinho?

:)

aida monteiro disse...

obrigada, hfm.

um abraço grande.

aida monteiro disse...

bru,

obrigada pela visita
e pelas palavrinhas.

és bem vindo.
um abraço.

aida monteiro disse...

a,

:)

aida monteiro disse...

obrigada, mateso.

um abraço grande pelas palavras.

aida monteiro disse...

luiz,

obrigada pelas palavras bondosas de sempre, pelas visitas, pelo carinho e atenção demonstrada
a esta (sua também) casinha.

:) um beijinho.

aida monteiro disse...

um beijinho, un dress.

abrindo devagarinho algumas,
fechando devagarinho outras...

aida monteiro disse...

e eu gosto muito
dos teus regressos, gabriela.

:)

aida monteiro disse...

abracinho, babel.

.........

sabes, o mais importante
é trocarmos palavrinhas.

aida monteiro disse...

obrigada pelas palavras, natália.

:)

Bem vinda a este cantinho.
volta sempre!

um abraço.

aida monteiro disse...

vanessa,

um abraço pela visita.
eu também já lhe guardei o rasto:)

aida monteiro disse...

obrigada, cometa 2000.

:)

um abraço.

aida monteiro disse...

querida princesa gabriela,

beijinho e palavrinhas boas
recebidas.

para ti:
muitos e muitas:)

Luiz Carlos Reis disse...

Aida,

Sempre nos contemplando com magníficas palavras de reflexão.

Beijos e Grande abraço!

aida monteiro disse...

obrigada luiz,

um grande abraço também:)

Ana disse...

Tenho vindo aqui algumas vezes e arrasto-me sempre um bocadinho nestas ao som dos king... sabe bem.

aida disse...

um beijinho, ana.

volta sempre e fica um bocadinho aqui:)podes fechar os olhos e trazer a mantinha.

abracinho(sabe bem).