segunda-feira

tenho quase a certeza que existe uma clareira
uma casa térrea onde costumas esconder as mãos e
tentar a eternidade. interromper o interior das coisas e chamar-lhe destino
é sempre mais fácil do que inventar cartazes a anunciar o que se multiplica
do lado de fora. há um determinado alvoroço que poucos vêem quando
chegas e o mês que passou será sempre uma imitação mediana
dos teus olhos. agora há apenas a influência do vidro dentro da noite.
tenho quase a certeza que tu também sabes disto e da dificuldade de chegar
aos sítios que não estão assinalados nos mapas.

23 comentários:

sophiarui disse...

sinto agora que as casas térreas não são sítios de esconder as mãos mas sim espaços onde se pode saber da descoberta que é utilizá-las em abraços...

um grande para ti aida!

:)

liliana_lourenco disse...

Continuo a gostar de tudo o que escreves. :)

Por vezes tenho que reler, não por não ter percebido, mas ter gostado tanto de certas partes que tenho mesmo que as repetir cá 'dentro'.

É sempre bom vir aqui, descansar o olhar a deliciar-me com os teus textos.

E pronto, agora trabalhar de novo. :)

**

verdades_e_poesia disse...

Sei, por acaso dessa dificuldade de chegar aos sítio que não estão nos mapas... O meu último post retrata isso mesmo! :)
Mas sei onde queres chegar com a poesia, que não está ela, por si só, assinalada em algum mapa... (gostei) Beijo

vi 2 rinocerontes disse...

:)

in_side disse...

e aos que estão....

...tam-bém





*

blue disse...

é bom ter-te de volta, Susana.

M. disse...

gosto da espera. gosto de te ler. se for ao som da autumns child, melhor.completa tudo.

Carolina Mendes disse...

também penso que seja mais fácil chamar de destino do que os cartazes.

beijoss e boa semana. :0

dade amorim disse...

Por que tanto tempo sem poemas, Susana? Descobrir agora seu blog foi um encantamento.

rita disse...

agradecemos muito as palavras deixadas no copo de chuva,
e é sempre bom passar por este canto,
*

liliana_lourenco disse...

E coisas novas?.. Hmm? :) **

Susana Miguel disse...

sophia,
os abraços sempre e um beijinho:)

Susana Miguel disse...

obrigada, liliana. é bom saber que gostas de vir cá passar um tempinho e descansar os olhinhos nesta casinha;)

um beijinho.

Susana Miguel disse...

um abraço, verdades e poesia.
concordo e depois há ainda os pontinhos
que vamos acrescentando;)

Susana Miguel disse...

outro sorriso para ti, dois rinocerontes
e quando voltares traz palavrinhas também;)

beijinho.

Susana Miguel disse...

(...) é verdade, in side;)
e depois há ainda também esses.

um abraço.

Susana Miguel disse...

também gosto quando chegas, blue;)
um beijinho.

Susana Miguel disse...

obrigada pelas palavrinhas, M.
tenho de ver se recupero a musiquinha:)

Susana Miguel disse...

um beijinho, carolina. gostei de ver uns pezinhos por aqui;) volta sempre!

Susana Miguel disse...

um abraço, dade amorim.
voltei e espero que voltes;)

Susana Miguel disse...

um abraço para o copo de chuva;)

Susana Miguel disse...

só mais um bocadinho, liliana.
estão para vir as coisinhas novas em breve. deixo beijinhos:)

Susana Miguel disse...

um abraço, clara. peço desculpa, sem querer, apaguei o seu comentário e não o consegui recuperar.volte sempre;)